Mapa do Site / Fale Conosco  
Jacto 59 anos

A Jacto nasceu há 59 anos no município de Pompéia, em São Paulo. Sua criação foi obra de um imigrante japonês, Shunji Nishimura, que em 1948 patenteou o primeiro modelo de polvilhadeira desenvolvida no Brasil e nunca mais parou. A empresa atualmente lidera o grupo Jacto que tem sua origem, na década de 30, em uma pequena oficina mecânica.

Na oficina da Rua Senador Rodolfo Miranda, 127, em Pompéia, com apenas 3 funcionários e muita disposição, começavam a ser produzidas as polvilhadeiras, com novidades no mecanismo com duplo movimento de bombear o pó e na maneira como o aparelho manual era fixado às costas do operador.


No primeiro ano foram produzidas 30 polvilhadeiras ao mês. A oficina transformara-se em fábrica e, assim surgia a Indústria de Máquinas Agrícolas Jacto Ltda., criada de fato em 1948, mas oficializada apenas em novembro de 1949. O nome inspirava-se na fumaça deixada no ar pela mais moderna criação de engenharia aeronáutica da época, os aviões a jato.


Evolução do modelo da polvilhadeira desenvolvida pelo Sr. Nishimura

Polvilhadeira motorizada

As polvilhadeira evoluíram para modelos costais mais leves e surgiram os primeiros modelos montados no trator, destinados às grandes culturas de algodão e café.

No anos de 1956, a empresa adquiriu sua denominação atual, Máquinas Agrícolas Jacto. No ano seguinte, tornou-se uma sociedade anônina. Apesar da diversificação de modelos, no final da década de 50 o principal produto da empresa continuava sendo a polvilhadeira.

Em 1966, inaugurava-se uma nova seção, a linha de montagem dos pulverizadores manuais com reservatório de plástico. A evolução dos modelos foi acompanhando passo a passo as mudanças nas características dos inseticidas e defensivos agrícolas e as transformações da agricultura nacional.

Primeiro carregamento de produtos Jacto para o exterior

Para responder as novas exigências dos agricultores, a Jacto investiu nos novos modelos de pulverizadores de barra destinados às grandes culturas. E foi nesse período que a empresa se lançou numa empreitada inédita: o desenvolvimento de uma colhedora de café. Foram 6 anos de estudos e desenvolvimentos de protótipos até que se alcançasse o modelo final, denominado K3. O empreendimento inédito foi vitorioso e representou para a empresa um grande salto tecnológico.

Com a experiência da K3 comprovou-se na prática a importância da pesquisa para o aperfeiçoamento e a criação de novos produtos. Desde então, consolidou-se um novo aspecto da cultura Jacto: o trabalho permanente com pesquisa e desenvolvimento tecnológico aplicados à produção.

 
Rua Dr. Luiz Miranda, 1650 - Cx. P. 35 CEP 17.580-000 Pompéia/SP. Tel: (014) 3405.2100. Fax: (014) 3405.2390